terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Scorpions: crítica do disco "Comeblack" (2011)



Se você não esteve ausente do planeta nos últimos dois anos, com certeza sabe que a lendária banda de rock alemã Scorpions anunciou que irá encerrar suas atividades após a gigantesca turnê de seu suposto último álbum de inéditas, Sting in The Tail (2010). Independente do fato deste anúncio ser ou não uma grande jogada de marketing, é fato que a banda de Hannover formada atualmente por Klaus Meine (vocais), Rudolph Schenker e Mattias Jabs (guitarras), Pawel Maciwoda (baixo) e James Kottak (bateria) está aproveitando todas as oportunidades que tem para se “de$pedir” de seu público.

 Já foi anunciada a parte final de sua turnê mundial de despedida, intitulada Final Sting Tour 2012, e no final de 2011 lançaram Comeblack, seu 18º disco de estúdio. O disco nada mais é do que uma coletânea com regravações dos maiores sucessos dos alemães nos anos 80, e também interpretações de canções obscuras de algumas de suas influências, como T.Rex, Small Faces, The Kinks, Gloria Jones e, inevitavelmente, Beatles e Rolling Stones.
O repertório regravado da banda, de tão batido chega a ser completamente previsível, apesar de tentarem inserir mais peso e modernidade em músicas como “The Zoo”, “Rock You Like a Hurricane”, “Blackout” e “Rhythm of Love”. Porém, as versões aqui soam absolutamente idênticas às canções originais, logo estas não acrescentam em nada à carreira da banda. Se a intenção deles era resgatar clássicos da sua discografia, falharam miseravelmente em seu objetivo, onde obteriam maior êxito se reinterpretassem canções perdidas dos anos ’70, época na qual passaram dois dos músicos mais competentes da história da banda: Uli Jon Roth e Michael Schenker. Versões renovadas de pérolas como “Robot Man”, “Pictured Life”, “Speedy’s Coming” ou “Can’t Get Enough”, de um tempo onde a banda era tão perigosa quanto seu nome sugere, seriam muito bem vindas aqui com uma roupagem mais moderna e, por que não, com os guitarristas originais, uma vez que volta e meia os mesmos fazem participações especiais em shows desta turnê de encerramento da carreira da banda.

Entretanto, nada é tão ruim que não possa piorar, e a coisa chega ao estado de calamidade ao incluírem duas das canções mais “coxinhas” da história da música universal: as pavorosas “Wind Of Change” e “Still Loving You”. Sejamos francos: há de ser MUITO FÃ (sim, em caixa alta mesmo) pra aturar mais uma versão destas músicas, que de tão piegas beiram a vergonha alheia.  Essas músicas soam como uma piada de absoluto mau gosto à capacidade da banda de produzir repertório de qualidade, o que eles definitivamente já comprovaram que sabem fazer.

A coletânea ameaça melhorar, e muito, com a inclusão dos covers de alguns artistas que influenciaram a trajetória dos escorpiões, e já começa com aquela que é, sem dúvida alguma, a melhor canção de Comeblack. A versão de “Tainted Love”, (originalmente gravada por Gloria Jones em 1965, e que alcançou fama mundial em 1981, com o Soft Cell) foi aqui rearranjada com peso e uma interpretação surpreendente da banda, com destaque para o excelente baterista James Kottak. Porém, a esperança de boa músicas cai por terra com a audição do restante do repertório de covers, e eles retornam com a mesmice e a falta de criatividade das canções anteriores, pois a banda aqui se omite completamente de arriscar a injetar personalidade em músicas como “Across The Universe” dos Beatles, “Tin Soldier”, do Small Faces e “All Day And All Night”, do Kinks.

A balada “Ruby Tuesday”, dos Stones, encerra de forma melancólica um repertório que só agradará mesmo aos fãs mais fervorosos da banda, ou aqueles que desconhecem a discografia da banda e acham que eles surgiram com “Animal Magnetism” (1980). Uma pena esquecerem de que o filé mignon da carreira da banda foi lançado um pouco antes disso... 

Tracklist:

01 - Rhythm of Love - 3:39
02 - No One Like You - 4:06
03 - The Zoo - 5:38
04 - Rock You Like a Hurricane - 4:15
05 - Blackout - 3:48
06 - Wind of Change - 5:08
07 - Still Loving You - 6:43
08 - Tainted Love (Gloria Jones cover) - 3:27
09 - Children of The Revolution (T. Rex cover) - 3:33
10 - Across The Universe (The Beatles cover) - 3:17
11 - Tin Soldier (Small Faces cover) - 3:14
12 - All Day And All Off The Night (The Kinks cover) - 3:15
13 - Ruby Tuesday (Rolling Stones cover) - 3:54






Site da banda: www.the-scorpions.com

Por Tiago Neves